fbpx
+55 (47) 3344 4448 // +55 (47) 9 9659 6506 (whatsapp) contato@viaflyviagens.com.br

A História da cerveja 

A maioria não faz ideia, mas a cerveja existe há muitos e muitos anos. 

Os primeiros registros que mostram a fabricação da cerveja têm aproximadamente 6 mil anos antes de Cristo.  Bastante tempo, não é mesmo?

Tudo indica, pelo menos é o que as evidências dizem, que a prática da cervejaria originou-se na região da Mesopotâmia, onde a cevada cresce em estado selvagem.

E foi por um acidente que a cerveja foi criada. A história que se conhece é que provavelmente alguém esqueceu o amido, usado na fabricação de pão, que em contato com a água resultou em reações químicas que deram origem à um líquido: a Cerveja, em estado mais bruto.  

Acredita-se que as mulheres tiveram influência na descoberta da cerveja, já que eram as encarregadas de fazerem os pães. Ao descobrir essa bebida, ela foi atribuída a deusa Ninkasi, seu nome significa “senhora que enche a boca”.

Por volta de 1730 a.C., os Babilônios criaram a primeira lei da cerveja, a Estela de Hamurabi. Até pena de morte se exigia caso a cerveja não fosse boa e não seguisse os critérios de produção. 

Cada vez mais ela foi se expandindo para o mundo inteiro, cada vez mais ganhando o gosto pela população!  

 

Evolução no processo de produção

A cerveja como conhecemos hoje é bem diferente das primeiras cervejas produzidas no mundo, mas, com o passar dos anos, ela foi se aperfeiçoando. Muitas das mudanças estão relacionadas ao trabalho dos monges, que por saberem ler e escrever, passaram a analisar todos os processos que essa bebida passa desde a sua origem. E foi em um mosteiro, na Alemanha (por volta de 700 d.C.), que o lúpulo foi acrescentado a receita. 

 

O lúpulo, além de ser um dos ingredientes que promovem o amargor da bebida, atua como conservante natural, garantindo uma longevidade da cerveja. 

 

Lei de Pureza Alemã

A cerveja era muito consumida pelas pessoas. Na Europa, um dos motivos é que era mais seguro tomar cerveja do que água, já que a cólera e o tifo preocupavam a população. 

A quantidade de cervejas consumidas era tão grande que a matéria prima começou a ficar escassa. Foi aí que em 1516 d.C. a Reinheitsgebot, Lei de Pureza Alemã, surgiu.

A lei dizia que a cerveja só poderia ser produzida utilizando-se apenas água pura, malte e lúpulo. Mais tarde o fermento foi acrescentado à lei. Tal lei garantia um nível de qualidade alto para a bebida, sendo seguida em diversos lugares do mundo até hoje. 

 

A Cerveja no Brasil

Pesquisas indicam que a cerveja “deu as caras” no Brasil com a chegada de Maurício de Nassau, em 1637. Junto com ele veio o cervejeiro Dirck Dicx, com uma planta de cervejaria e os componentes para montar uma cervejaria. 

Desde então cada vez mais a cerveja caiu no gosto do brasileiro, e hoje em dia pode ser considerada uma das paixões nacionais.

 

Deu para perceber que a história da cerveja é extensa e repleta de curiosidades. Com o desenvolvimento veio também o aperfeiçoamento na sua produção e todos esses milhares de anos de existência só comprovou ainda mais que ela é uma das bebidas mais queridas e gostosas!

Quer conhecer alguns dos pontos mais importantes de toda essa história?

 

Unimos os principais pontos turísticos que representam a história da Cerveja em um único Roteiro: Oktoberfest Munique 2019. 

 

Desfrute dessa história e viva essa experiência!

 

Confira mais detalhes da Excursão aqui: https://viaflyviagens.com.br/oktoberfest-munique-2019/

Continue acompanhando o conteúdo especial que preparamos para você sobre a festa e toda a história e curiosidades sobre a cultura cervejeira!