fbpx
(47) 3344 4448 / ✆ (47) 9 9659 6506 contato@viaflyviagens.com.br
Como tirar o visto americano

Como tirar o visto americano

Quando o assunto é viajar para os EUA muitos são os boatos quanto ao passo a passo para tirar o visto americano e garantir as férias dos seus sonhos.

Fato é que cada pessoa possui características próprias que influenciarão na dificuldade da obtenção do seu visto, por este motivo algumas pessoas possuem mais facilidade do que outras.

No momento de apresentar sua documentação e da entrevista, o agente irá levar em conta inúmeros fatores, como objetivo de sua viagem e o vínculo que você possui com o destino.

Quanto mais vínculos possuir, maior a probabilidade de conseguir o visto.

Visando esclarecer as especulações sobre o assunto e ajudá-lo a tirar o visto americano, trouxemos neste artigo o passo a passo e, assim você não precisará mais adiar sua viagem.

Tipos de visto

 

 

Primeiramente é preciso definir qual seu objetivo ao tirar o visto americano. Será apenas para fins de turismo? Estudos? Intercâmbio? É importante ter em mente que cada objetivo tem uma correspondência específica quando falamos em visto.

O site da embaixada e consulados dos EUA no Brasil reúne detalhadamente os tipos de vistos e suas respectivas taxas, você pode conferir em primeira mão. Trouxemos os principais neste artigo para exemplificar, sendo:

Visto americano tipo B2: Turismo e tratamento médico

Entre os vistos americanos, este ‘tipo‘ é o mais comum e geralmente é aquele que as pessoas que viajam com frequência possuem em seus passaportes.

 

Visto americano tipo F1: Estudantes

Este tipo de visto aplica-se àqueles que gostariam de frequentar alguma instituição nos EUA, seja de nível fundamental, médio ou ainda, alguma faculdade.

 

Visto americano tipo H: Trabalho temporário

Deve ser usado pelo trabalhador contratado por alguma empresa americana, previamente, para trabalhar lá sob a alegação de que a empresa não conseguiu encontrar alguém tão bem qualificado para isso como o contratado.

Neste caso, a empresa terá que fazer uma petição ao serviço de imigração americano, contendo todas suas alegações e fundamentações, a qual servirá como documento probatório para o cidadão obter seu visto.

 

Passo a passo para tirar o visto americano

Sob a ideia de tornar o processo para tirar o visto mais célere e com custo mais baixo, entrou em vigor no ano de 2012 o sistema utilizado até hoje com esta finalidade.

Apesar das promessas, a mudança deixou a desejar a alguns cidadãos (principalmente aqueles que moram fora das capitais) que a partir de então devem realizar duas viagens para tirar seu visto americano pois duas etapas que devem ser realizadas pessoalmente são feitas em dias distintos:

  1. Ir até o CASV;
  2. Realização da entrevista.

Os passos a seguir seguem uma ordem e organizamos assim para que você possa ter uma melhor visualização de como começar o processo para obtenção do seu visto americano.

 

Preenchimento do formulário DS-160

A primeira medida a ser tomada é o preenchimento do formulário DS-160. O formulário encontra-se em inglês na página da embaixada mas, atenção a esta super dica: ao posicionar o mouse sobre a pergunta, a mesma aparece traduzida para o português.

Neste momento, é importante que todas as perguntas sejam respondidas com veracidade pois os agentes realizam um pesquisa detalhada e qualquer inconsistência poderá atrasar o seu processo.

Além disso, no preenchimento de cada uma das etapas do formulário, salve as informações, evitando perder todo seu trabalho em caso de recarregamento da página.

Ademais, neste link você encontra um vídeo com dicas diretamente da embaixada dos EUA no Brasil para o preenchimento dos campos.

Taxas para tirar o visto americano

A taxa referente à solicitação do visto americano tem o valor de US$ 160 (aproximadamente R$ 540,00) para vistos que não exigem petição. No link que colocamos acima, você encontra esses valores detalhadamente.

O pagamento pode ser efetuado com cartão de crédito diretamente através site do agendamento, por telefone, em dinheiro em qualquer agência do Citibank ou por boleto bancário.

Esta taxa é única ao longo de todo o processo.

Agendando a entrevista para obtenção do visto

Após preenchimento do formulário e confirmação do pagamento, inicia-se a fase de agendamento da entrevista pessoal a ser realizada.

É preciso estar com o boleto de pagamento e o recibo em mãos para realizar o agendamento, que poderá ser feito de duas formas:

  • Através dos telefones que serão fornecidos;
  • Pelo próprio site.

O tempo de espera entre o agendamento e a realização da entrevista varia de região para região e também dependerá da demanda dos postos do Consulado Americano no Brasil, que estão localizados em:

  • São Paulo;
  • Rio de Janeiro;
  • Recife;
  • Porto Alegre;
  • Brasília

Além disso para evitar atrasos, é importante começar todo esse processo com antecedência e não deixar para última hora pois você pode não ter tempo hábil para completar todas as etapas a tempo.

 

Coleta de dados: CASV

A próxima etapa para tirar o visto americano é comparecer a um dos Centros de Atendimento ao Solicitante de Visto (CASV). Aqui você pode encontrar a localização dos centros e seus respectivos número de telefone.

Neste momento, os agentes realização a coleta da sua impressão digital e farão a foto de identificação, completando assim a solicitação do visto.

IMPORTANTE: Solicitantes que possuem mais de 66 anos ou menos de 16 anos são dispensados de coletar impressões digitais. Quanto à foto, os mesmos ou seus representantes deverão entregar uma fotografia 5×7 juntamente com a página de confirmação do formulário DS-160 no centro de atendimento.

Para realizar a coleta dos dados acima mencionados, durante a ida até o CASV você deverá levar consigo:

  • Passaporte;
  • Agendamento (sendo este o comprovante de pagamento da taxa);
  • Formulário DS-160 preenchido e finalizado.

 

Entrevista para tirar o visto americano

Chegou o momento mais aguardado: a entrevista para tirar o visto americano.

Na data agendada, o solicitante deve comparecer no consulado escolhido inicialmente portando o passaporte válido e a página de confirmação do formulário DS-160. Além destes documentos, se possuir:

  • Imóvel em nome próprio: leve a escritura;
  • Empresa em seu nome: leve o Contrato Social e também o cartão CNPJ;
  • Trabalho registrado: leve sua carteira de trabalho e holerites (no mínimo os três últimos);
  • Terreno em seu nome: leve a escritura de cada um deles;
  • Faculdade em curso: leve o atestado de matrícula e sua carteirinha;
  • Declaração de imposto de renda: leve a última declaração;
  • Veículos: leve toda a documentação;
  • Filhos: certidão de nascimento ou RG de cada um dos filhos.

Ainda, leve documentos pessoais como RG e CPF e, se for casado, a certidão de casamento.

Novamente aqui há a exceção: Maiores de 65 anos e menores de 16 estão, via de regra, desobrigados da entrevista, entretanto, esporadicamente, poderão ser convocados se assim a embaixada julgar necessário.

Se você preencheu os dados corretamente no formulário DS-160, não há o que temer no momento da entrevista. Os agentes já têm uma ideia de quem você é e quais são seus objetivos e a entrevista será apenas para confirmação das informações.

Mantenha a calma e seja sempre direto, respondendo aos questionamentos com clareza.

Importante: Os documentos a serem apresentados no dia da entrevista deverão ser impressos. Caso você esqueça de levar algum, poderá contar com negócios locais para realizar a impressão. entretanto encontrará preços em torno de R$ 20,00 por folha impressa.

Agora, considerando que o formulário possui 2 páginas e comprovante do agendamento possui 3 páginas, o gasto seria de R$100,00 apenas com essas impressões.

Sendo assim, verifique se você pegou tudo que precisa antes de casa e evite mais este gasto desnecessário.

 

Entrega do visto americano

Após a entrevista, a probabilidade de você ser aprovado beira os 96%. Se for o seu caso, em alguns dias você receberá seu passaporte com o visto dentro de alguns dias diretamente em sua casa ou no CASV escolhido no momento do agendamento.

O tempo estimado para a emissão do visto e a entrega é de 15 dias, a depender da região. Este prazo costuma ser menor quando a opção para retirada é escolhida, visto que leva apenas o tempo de emissão e não de transporte.

 

Concluindo

Em um primeiro momento os passos para se tirar o visto americano podem parecer assustadores por se tratar de algo bastante detalhado.

Entretanto, tanta minúcia serve para garantir sua própria segurança e, acredite, você não está sozinho.

Nós estamos prontos para auxiliar você e  sua família em cada etapa da sua viagem inclusive, tirando suas dúvidas e lhe orientando. Conte conosco e não deixe que nenhuma burocracia lhe impeça de realizar seus sonhos.

Check list viagem internacional: Tudo que você precisa organizar antes de embarcar

Check list viagem internacional: Tudo que você precisa organizar antes de embarcar

ja você um viajante iniciante ou bastante experiente, planejar sua viagem é algo essencial e que servirá para evitar muitos aborrecimentos em seus momentos de lazer e diversão. Para ajudá-lo a planejar desde os primeiros passos, trouxemos um completo check list para viagem internacional, confira.

 

Por que realizar um check list viagem internacional

 

Você já teve aquela incômoda sensação de esquecer algo ao sair de casa?

Agora imagine estar em um país totalmente diferente e lembrar que deixou de cumprir alguma tarefa extremamente importante. Sem dúvidas, é algo que trará bastante desconforto em um momento que deveria ser dominado pelo lazer e diversão.

Além disso, muitas pessoas associam a palavra ‘check list’ ao que deve ser colocado na mala de viagem, para não haver esquecimentos. Entretanto, o planejamento da sua viagem deve começar muito antes de pensar em separar aquilo que deve ser levado.

 

Montando seu check list viagem internacional

 

Resolvemos ir além de apenas passar um check list genérico para sua viagem, iremos a partir daqui lhe dar dicas e ajudá-lo a montar seu próprio check list, dentro daquilo que você precisará e com lacunas para deixá-lo personalizado.

Algumas questões básicas merecem atenção antes do seu embarque, tais como:

  • Tire eletrônicos da tomada em casa e lembre-se de verificar as portas e janelas.
  • Caso você possua alarme monitorado na residência, deixe-os avisados de sua viagem;
  • Veja com antecedência onde seus pets ficarão durante a viagem: jamais deixe-os sozinhos por longos períodos;
  • Faça o aviso de viagem nos cartões de débito e crédito, isso ser virá para que a utilização esteja disponível em qualquer lugar que você for;
  • Lembre-se de fazer seguro de viagem e garantir a sua segurança e de toda a família;
  • Baixe apps de viagem no celular tanto de localização quanto de dicas;
  • Habilitar o internet banking para poder acompanhar e controlar seus gastos durante a viagem;
  • Certifique-se que todas as contas que vencerão no período estejam pagas ou agendadas;
  • Cancele assinaturas de revistas e jornais.
  • Para sua segurança, solicite que algum vizinho ou familiar de sua confiança esteja com a chave da sua casa e possa passar periodicamente por lá recolher correspondências e assim, evitar que as mesmas extraviem-se.

 

Passagens e reservas

 

As primeiras providências que deverão ser tomadas e incluídas no check list dizem respeito à compra de passagens e reservas de hotel, é imprescindível que você envie e-mail confirmando suas reservas e confira se os horários do voo bate com as demais programações.

Este cuidado deverá ser redobrado caso haja necessidade de pegar mais de um voo.

Elabore os roteiros de sua viagem e tenha-os impresso durante sua viagem, essa prática tem duas principais vantagens:

  • Facilidade no deslocamento: Com os roteiros você poderá estabelecer rotas , programar passeios e escolher seu transporte;
  • Orientação: Caso haja algum imprevisto e você, de algum modo, acabe se perdendo, o roteiro o ajudará na sua localização pois você saberá qual transporte pegar e poderá receber ajuda de moradores locais e comerciantes para onde ir.

 

Documentação

 

Chegou o momento de verificar se sua documentação está em dia e para que dê tempo de sanar as pendências, inicie neste passo com ao menos 60 dias de antecedência. 

Para qualquer lugar que você for, possuir documentos que comprovem sua identidade é essencial.

Nem todos os viajantes dão a atenção devida a esta parte mas eu afirmo para você que tomar certas precauções evitará transtornos a curto e longo prazo.

Parece óbvio dizer que você precisa estar com seu passaporte em mãos, entretanto, aqueles que costumam viajar com bastante frequência nem sempre atentam-se à validade do passaporte que, atualmente, é de 10 anos.

Apesar desta validade, alguns países exigem validade mínima do passaporte. Ex: válidade mínima de 6 meses.

Com relação aos demais documentos, de identificação pessoal, além de levar todos os originais, aconselhamos você a fazer duas cópias de cada, sendo: 

  • RG;
  • CPF;
  • Carteira de habilitação;
  • Carteira de vacinação

Uma cópia deverá ficar em uma pasta dentro da sua mala de viagens e a outra deverá ficar guardada em casa, para eventuais necessidades.

Ainda nesta parte de documentação, se você sabe que terá algum compromisso, realizar alguma assinatura ou movimentações bancárias, é interessante procurar um cartório de títulos e documentos para emitir uma procuração a um responsável que ficara no Brasil.

Assim, você não precisará voltar às pressas e terá alguém de sua confiança agindo em seu nome e resolvendo quaisquer questões burocráticas.

 

Câmbio

 

Não é recomendado que altos valores sejam transportados em espécie, entretanto, caso você opte por levar alguma quantia, faça uma pesquisa das melhores cotações e faça seu câmbio antecipadamente.

Trocar dinheiro no aeroporto é umas das maiores furadas para o turista, que irá arcar com no mínimo quinze por cento a mais do valor que pagaria caso trocasse em seu banco ou casas de câmbio em sua cidade.

Além disso, com as taxas altas dos cartões de crédito, é sempre bom ter um dinheiro com você!

Confira nosso artigo sobre dicas de câmbio e economize.

 

Check list viagem internacional: separando a bagagem

 

Agora sim, chegou o momento de começar a pensar em tudo que deverá compor sua bagagem, comece a separar aquilo que levará com alguns dias de antecedência para que dê tempo de lavar tudo caso seja necessário.

SEMPRE faça pesquisas sobre o clima e a estação do ano em que você viajará.

Aqui lhe damos uma dica extra mas que com toda certeza irá ser muito valiosa: leve tudo aquilo que puder em miniaturas e embalagens pequenas. Isso ajudará a economizar espaço em suas malas e, assim, você pode evitar problemas com excesso de bagagem.

Neste momento recomendamos que você faça um check list viagem internacional exclusivo para aquilo que não pode faltar em sua mala, para que nada seja esquecido.

Além de roupas casuais, lembre-se de incluir em sua mala roupas leves e confortáveis para as caminhadas e passeios, além de todos os produtos de higiene e limpeza.

Acessórios também devem ser incluídos neste momento, como:

  • Bolso falso ou pochete para sua segurança;
  • Câmera Fotográfica, carregador e demais acessórios;
  • Cartões de memória;
  • Notebook e cabos;
  • Celular, carregadores, cabo USB;
  • Fone de ouvidos;
  • Adaptador de tomada internacional;
  • Livros e demais objetos que podem servir de passatempos.

Saúde

 

Ninguém merece ter sua viagem arruinada devido a uma dor de dente indesejada, não é mesmo ?

Para que isso possa ser evitado, agende consultas com seu dentista e médico de confiança para realizar aquele ‘check-up’ e poder aproveitar todos os passeios sem interrupções.

 

Remédios

 

Nem sempre os remédios que você toma no Brasil estão disponíveis em todos os lugares do mundo, por isso, separe uma bolsa/saco como precaução e coloque alguns medicamentos que irão lhe auxiliar na viagem.

Caso for viajar com crianças, lembre-se de levar remédios que sejam apropriados para a idade.

 

  1. Farmácia básica: leve algumas unidades dos remédios que está habituado a tomar, como para dores musculares, cólica menstrual, náuseas, alergia etc.
  2. Remédios de uso contínuo e/ou controlados: é necessário levar uma prescrição médica e os remédios devem ser lacrados.

Além de remédios, coloque na bagagem itens como band-aid, faixa e ‘água oxigenada’ para machucados.

 

Conclusão

 

 

Além daquilo que trouxemos acima, lembre-se sempre de providenciar identificação para suas bagagens. Coloque seu nome, telefone e endereço onde ficará hospedado, pois em caso de perda de mala, será mais fácil localizar você.

Apesar de os detalhes a serem observados parecerem muito numerosos são eles que lhe ajudarão a garantir que sua viagem seja tranquila proveitosa.

Mantenha a calma e elabore seu check list viagem internacional com bastante atenção, quando chegar ao seu destino você poderá apenas curtir, lembre-se que a melhor parte ainda está por vir.

Nós, da ViaFly estamos dispostos a lhe auxiliar para que cada parte da sua viagem seja exatamente como você sempre sonhou e para chegar neste objetivo preparamos uma série completa de artigos, não deixe de conferir. 

Ademais, ficaremos extremamente felizes em receber seu feedback e esclarecer demais dúvidas.

Aproveite sua viagem e boas férias!

Pacotes de viagem personalizados. Aproveite a viagem e evite problemas!

Pacotes de viagem personalizados. Aproveite a viagem e evite problemas!

Ao viajar, muitas pessoas ficam em dúvida quanto à forma que irão realizar a viagem, surgem então os pacotes de viagem personalizados para aqueles que gostariam de contratar uma agência de viagem, mas não se identificam tanto assim com os pacotes prontos que existem.

Apesar de ser muito atrativo e prazeroso planejar sozinho uma viagem, muitos são os detalhes a serem observados para que  tudo saia perfeito e, para aqueles que não possuem muita experiência nisso, pode ser uma tarefa bastante complicada.

Caso você esteja se perguntando qual é a melhor opção para a sua viagem, acompanhe este artigo, pois lhe daremos todas as dicas necessárias para você chegar à uma conclusão.

 

O que são pacotes de viagens personalizados?

 

Geralmente os pacotes vão oferecer a passagem aérea, a hospedagem e os passeios. Ou seja, você evita a maior parte da preocupação na hora de checar os preços de hotéis e voos.

Outros pacotes também podem oferecer serviços extra como o translado entre hotel e aeroporto e até mesmo aluguel de carros.

Ao programar uma viagem, o turista tem a seu dispor muitas opções de destinos, meios de transporte e roteiros o que pode deixar qualquer um confuso.

Ao confiar sua viagem a uma agência de turismo, além de contar com o auxílio de mais uma pessoa para decidir cada detalhe da viagem, você tem a segurança de confiar em alguém especializado. Assim, você pode tirar o maior proveito possível das suas férias.

Caso você tenha já tenha viajado para algum local distante sabe o quanto é complexo o planejamento de uma viagem pois você estará em um local completamente novo e, claro, não quer perder nenhum segundo.

Pensando em garantir o melhor para suas viagens, as agências de viagem planejam a viagem por você, baseadas nas suas preferências e apresentam vantagens como:

  • Comodidade;
  • Praticidade;
  • Suporte;
  • Segurança.

As agências possuem ainda as melhores condições por contarem com parcerias e fornecedores direcionados além do fretamento de voos e datas exclusivas com hotéis.

O melhor de tudo isso é poder ganhar tempo para pensar nos demais detalhes da sua viagem, como organização de bagagens e compras.

Para aumentar ainda mais as vantagens de contratar uma agência de viagens, tem-se opção de comprar pacotes de viagens personalizadas, que buscam delinear a viagem perfeita, nos mínimos detalhes.

 

Pacotes de viagem personalizados X Pacotes de viagem formatados

 

Ao contatar uma agência, o turista conta com estas duas opções, as quais, apesarem de ser pacotes de viagens, possuem particularidades, vamos distinguir o que são cada um desses pacotes.

Pacotes de viagens formatadas: Como o nome sugere, já possui informações pré estipuladas, como os dias, atividades desenvolvidas e preços, estando contempladas informações genéricas, ou seja, independente da pessoa que irá utilizar o pacote (crianças, adultos, idosos) as características permanecerão as mesmas.

Pacotes de viagem personalizados: Já estes podem criados de duas maneiras: através da alteração de pacotes formatados ou totalmente do zero, neste caso, são oferecidas opções de hospedagem, roteiros, transportes, e outros, e o turista escolhe em cada categoria as opções que mais lhe agradam.

Agora que você viu quais as características de cada uma, vamos estabelecer as principais diferenças entre elas.

 

  1. Valor do pacote

Pacotes de viagens formatadas: Tem-se a garantia do valor contratado, independente se a viagem está marcada para um ano depois. Além disso, para pagamento você terá um único débito.

Pacotes de viagem personalizados: Já aqui, assim como foram feitas escolhas separadas do que irá compor o pacote, o pagamento também será. Logo, você não terá mais apenas um débito no cartão, mas sim quantos forem os itens do pacote, o que aumenta sua flexibilidade e condições de pagamento. Por exemplo, você pode escolher deixar pago o hotel e parcelar o pagamento de sua passagem.

 

  1. Taxas de cancelamento e reembolsos

Pacotes de viagens formatadas: Com relação aos cancelamentos, geralmente a taxa é cobrada sobre o valor total do pacote, além disso, algumas empresas só garantem o reembolso quanto o valor total tiver sido pago.

Pacotes de viagem personalizados: Com esta opção, o cliente que decide cancelar sua viagem, pode pagar taxa apenas sobre a passagem aérea caso seja feito o cancelamento ao menos 2 dias antes do check-in no hotel. Além disso, as taxas costumam ser bem menores.

 

  1. Passeios

Pacotes de viagens formatadas: Normalmente este pacote inclui alguns ingressos para parques, passeios e pontos turísticos, os quais os turistas sequer desejam visitar, mas, acabam adquirindo por ainda assim o pacote valer a pena.

Pacotes de viagem personalizados: Aqui você poderá escolher (dentre as opções) os melhores passeio para realizar. É bastante indicado para quem possui crianças pois permite adaptação quanto à idade.

Neste momento você deve ter percebido que uma consultoria personalizada sobre destinos, passeios e roteiros de acordo com o perfil de cada cliente pode ser a melhor alternativa.

Concluindo

Tudo que desejamos, ao viajar, é aproveitar e relaxar, a burocracia muitas vezes desanima os turistas e acabam adiando seu sonho.

No momento que decide fazer uma viagem, o turista tem a opção de comprar um pacote de viagens personalizadas.

Isto permite ele planeje, junto a um profissional, questões bastante importantes para garantir sua comodidade nas viagens, desde voos até hotéis e passeios.

Mas atenção, procure uma agência de viagem de confiança, evite as pouco conceituadas, as vezes o barato pode sair muito caro.

Para que você possa garantir sua segurança e evitar prejuízos, faça pesquisas sobre os benefícios dos pacotes de viagens personalizadas para o seu destino, visto que apesar de eles serem geralmente mais vantajosos, algumas viagens podem se tornar bem mais caras do que você inicialmente planejou.

Caso tenha restado dúvidas sobre os pacotes de viagens personalizadas, deixe nos comentários, ficaremos felizes em saná-las. Além disso, compartilhe este artigo para que mais pessoas possam ter acesso às nossas dicas.

Viajar com Pacotes de Viagem vale a pena? Entenda!

Viajar com Pacotes de Viagem vale a pena? Entenda!

Quem gosta de viajar, muitas vezes pode se deparar com a dúvida entre escolher um pacote de viagem ou viajar por conta própria. Os pacotes podem ser mais cômodos para pessoas que não gostam de planejar viagens, mas existem muitas coisas a serem consideradas na hora da escolha.

Antes de tomar a sua decisão, confira algumas coisas que você precisa saber para escolher a melhor opção.

 

Aproveitando os pacotes de viagem

Mesmo que a opção mais barata pareça ser planejar sozinho a sua viagem, muitas agências fazem promoções legais mesmo na alta temporada. Os pacotes de viagem nessas épocas podem sair mais baratos já que as empresas conseguem descontos, e esse pode ser um fator interessante na hora de tomar a sua decisão.

 

O que os pacotes de viagem oferecem

Geralmente os pacotes vão oferecer a passagem aérea, a hospedagem e os passeios. Ou seja, você evita a maior parte da preocupação na hora de checar os preços de hotéis e voos.

Outros pacotes também podem oferecer serviços extra como o translado entre hotel e aeroporto e até mesmo aluguel de carros.

 

Vantagens de escolher os pacotes

A grande comodidade de escolher viajar com um pacote de viagem é não precisar perder tempo fazendo diversas buscas e escolhas – hotéis, passagens, passeios, etc. Para quem não tem experiência com o planejamento de viagens ou não quer se preocupar com isso, os pacotes são excelentes.

Problemas de última hora, alterações de voos, e cancelamentos acontecem, e ter uma Agência que te possa assessorar faz toda a diferença nesses momentos! Imagine você tendo que resolver problemas nas férias sem nenhum tipo de auxílio.

Além dessa vantagem, as agências deixam alguns assentos nos voos e quartos de hotéis previamente reservados, o que pode acabar sendo a única opção para quem decide viajar de última hora.

Quem curte ecoturismo também pode se beneficiar. As agências planejam cuidadosamente os passeios e a operadora é especializada no serviço, tornando o passeio bem mais cômodo, já que os deslocamentos nessas áreas não costumam ser tão fáceis.

Como o valor é um só, fica mais fácil parcelar os custos e pagar ao longo do ano. Já as viagens planejadas individualmente podem ter vários pequenos gastos, o que dificulta na hora se de programar para parcelar as dívidas.

 

Desvantagens dos pacotes

Seus passeios podem ficar limitados. Os horários não são tão flexíveis e você pode deixar de conhecer algum ponto turístico ou de participar de algum evento que planejava.

Para alguns destinos, a seleção de hotéis disponíveis é pequena. Na hora da chegada e da saída, o processo pode ser um pouco longo e trabalhoso, já que vários hospedes estão sendo atendidos no mesmo momento.

Outra desvantagem é que os voos fretados podem ser remarcados de última hora, gerando transtornos.

 

Escolhendo a melhor opção

Simule os gastos do seu pacote de maneira individual. Veja quanto custaria a passagem, a hospedagem e os passeios que você planeja sair.

Essa é uma excelente forma de comparar os preços e ver se o preço cobrado não está excessivamente alto por serviços de baixa qualidade.

Confira todos os passeios inclusos no seu pacote. Muitas vezes eles podem se encaixar perfeitamente no que você deseja, facilitando ainda a viagem.

Em outros casos, as atrações turísticas não condizem com o que você planejava, e pode ser melhor gastar um pouco mais e organizar a viagem com um pacote personalizado, solicitando uma viagem focada no seu tempo e no quer fazer.

Fique atento também ao valor que gastará com despesas que não estão inclusas no pacote, como alimentação, passeios e deslocamentos extras.

Leve em consideração o tempo que tem para planejar a viagem. Caso tenha deixado para última hora, talvez seja mais vantagem adquirir um pacote, já que planejar uma viagem sozinho é demorado e exige paciência para pesquisar os melhores preços e condições.

 

Viajando sozinho

Caso você esteja pensando em viajar, certamente já considerou comprar pacotes de viagem. Ou, ainda prefere a liberdade de viajar sozinho. Apesar de toda a praticidade dos pacotes de viagem algumas pessoas não abrem mão de planejar sozinhas suas viagens.

Além disso, viajar sozinho te dá a possibilidade de montar roteiros de maneira que melhor satisfaça cada ponto da sua viagem, escolhendo hotéis mais baratos e destinos diferenciados para agradar ao seu gosto.

Algumas pessoas podem preferir ficar em hotéis mais baratos e poupar dinheiro para passeios interessantes, por exemplo, e essa não é uma opção para quem fecha pacotes.

Essa flexibilidade acaba pesando para muitas pessoas que deixam os pacotes de viagem de lado e preferem escolher todos os detalhes da sua viagem.

Contudo, você pode ter mais trabalho escolhendo essa opção e acabar gastando muito tempo na hora de planejar a sua viagem, deixando de aproveitá-la.

Além do mais, ao comprar pacotes de viagem, você garante sua segurança e comodidade, visto que a agência fica responsável pelo planejamento da viagem.

Concluindo

Como você pode ver, as vantagens de se comprar um pacote de viagem são grandes, entretanto, é preciso também ficar atento às desvantagens para não ter nenhuma surpresa negativa na hora do pagamento ou durante a viagem.

A palavra da vez aqui é planejamento. Você deve usar a internet como sua aliada, pesquisando, além dos melhores preços, aqueles pacotes de viagem que melhor atendam as suas necessidades.

É importante ficar atento, pois nem sempre os mesmos serviços serão úteis em todas as viagens, por isso, considere a pesquisa individualmente em cada viagem. Além disso, pesquise sobre as agências com as quais fechará seu pacote, jamais deixe de analisar cada cláusula do contrato firmado para que você não saia no prejuízo.

Caso você tenha gostado das dicas que trouxemos para você, compartilhe este artigo e ajude mais pessoas a sanar suas dúvidas sobre pacotes de viagem. Se ainda restou alguma dúvida, ficaremos felizes em auxiliar através dos comentários.

conosco.

Comprar em Agência de Viagens ou na Internet? Diferenças e Benefícios

Comprar em Agência de Viagens ou na Internet? Diferenças e Benefícios

Assim que o turista fixa o destino de sua viagem surge aquela dúvida:

Comprar com uma agência de viagens ou na internet ?

Seja para uma viagem longa ou um curto passeio, todos procuram segurança, qualidade, conforto e principalmente: economia.

Antes de iniciar a busca pela melhor opção, é necessário que você esteja com sua viagem planejada, inclusive com os locais que deseja visitar pré-definidos para posteriormente ver qual das opções melhor atenderá suas expectativas.

Preparamos um artigo completo com as melhores dicas para comprar sua passagem e quais trarão o melhor benefício no caso prático. Acompanhe.

 

Comprando através da Agência de Viagens

Viajar com uma agência de viagens é uma boa estratégia para aquelas pessoas que não estão acostumadas a viajar já que o principal atrativo da agência é o auxílio e suporte ao viajante.

Através da agência de viagens é possível comprar os serviços individualmente como a passagem e o hotel, ou o pacote completo, incluindo translados e passeios o que traz maior segurança aos turistas. Outra questão bastante atrativa é a possibilidade de parcelamento dos pacotes.

 

As melhores vantagens de contratar uma agência de viagens são:

  • Auxílio durante toda a viagem, você terá o suporte para qualquer caso;
  • Possibilidade de contratar todos os serviços no mesmo local e fazê-los adequar-se às suas necessidades;
  • Roteiro personalizado e definido de acordo com os interesses de cada turista;
  • Dicas de locais para visitar e restaurantes que você talvez não tenha pesquisado;
  • Você contará com profissionais com experiência que saberão lidar com qualquer imprevisto que surgir na sua viagem;
  • Assistência com o idioma.

Entretanto, algumas desvantagens também são presentes ao utilizar esta opção, como:

  • Valor geralmente mais elevado;
  • Menor flexibilidade em caso de excursões em grupo;

QUANDO É A MELHOR OPÇÃO: As agências de viagem são sempre úteis quando se quer maior conforto e comodidade, entretanto, em algumas situações esta opção é a mais indicada

  • Durante feriados e datas comemorativas: Geralmente as agências de viagem fretam vôos e assentos exclusivos, neste caso, esta pode ser a única opção para aqueles que não fazem reserva antecipada;
  • Pacotes de ecoturismo: Para os aveitureiros, procurar uma agência especializada é a melhor saída já que os passeios em áreas remotas tem deslocamentos e orientação mais difíceis.

Ainda que você opte por fechar com uma agência de viagens, muitos são os detalhes observados na escolha do melhor pacote.

Não raras  vezes as pessoas deixam de analisar o que o pacote oferece e acabam saindo no prejuízo.

Além disso, é extremamente importante escolher uma agência de viagens de confiança.

Comprando através da Internet

Sem dúvidas, a principal característica de comprar uma passagem pela internem é a flexibilidade. Pessoas que já são mais experientes optam por organizar sua viagem totalmente sozinhas, sem os serviços de uma agência de viagens.

Aqui, é possível montar o próprio roteiro. Além disso, a internet figura como principal aliado, pois a partir de pesquisas é possível escolher vôos, transportes e hotéis.

Principais vantagens:

  • Menor custo;
  • Liberdade com o roteiro;
  • Possibilidade de adaptação a novos passeios.

Assim como viajar através de uma agência de viagens, aquele que opta por viajar por conta própria se depara com algumas desvantagens, como:

  • Não contar com auxílio e suporte, ou seja, caso você se depare com problemas durante a viagem terá que encontrar uma solução sem apoio de agentes especializados;
  • Nem sempre você encontrará a resposta que precisa quando compra online e será necessário empregar bastante tempo em pesquisas para que chegue àquilo que espera da sua viagem;
  • A internet possui algumas limitações, deste modo, ela não saberá apresentar um Plano B caso você não esteja satisfeito com o que contratou inicialmente.
  • Nem sempre aquilo que os sites anunciam é realmente aquilo que estão oferecendo, por vezes há algumas restrições e condições para que você tenha acesso às ofertas. Ou seja, não é porque o site anuncia que as passagens estão com desconto de 20% que este desconto é oferecido a todos os compradores. Deste modo, você deverá pesquisar em diferentes sites para encontrar aquele que ofereça as melhores condições. Existem, por exemplo, ofertas onde o site oferta um valor mais baixo de passagem caso você também reservar o hotel. Notadamente trata-se de uma venda casada, ou seja, o desconto da passagem na verdade será compensado na contratação do hotel.

QUANDO É A MELHOR OPÇÃO: Para destinos bastante conhecidos, como países da Europa, por exemplo.

Não é indicado em viagens para onde a cultura é bastante diferente da nossa pois a atenção aos detalhes deve ser redobrada.

 

Agência de Viagens ou na Internet

Por mais que a internet ofereça milhares de opções, até mesmo isto pode prejudicar na sua pesquisa pois viajantes que não possuem experiência podem acabar perdidos em um mar de informações.

Além disso, sentir-se confiante é essencial para que você faça uma viagem tranquila e possa tirar o melhor proveito do passeio.

Entretanto, as opiniões não são divergentes quanto ao melhor meio para se viajar e nem sempre será aplicado a todos os casos, devendo o viajante analisar individualmente as suas necessidades.

 

Concluindo

Como observado, ambas as opções possuem prós e contras sendo que a melhor escolha depende exclusivamento do turista e suas necessidades.

Para viajar, seja através da agência de viagens ou na internet requer muito cuidado e atenção pois nem sempre o que é bom para um pode ser para você. Por isso, pesquise, analise e pondere todas as opções.

Se este artigo foi útil para você, compartilhe-o com os colegas. Além disso, ficaremos felizes em saber qual do métodos você mais utiliza em suas viagens.

10 dicas para viajar com o dólar alto. Faça o seu dinheiro render mais!

10 dicas para viajar com o dólar alto. Faça o seu dinheiro render mais!

Quando os preços dos dólar estão crescendo sem parar, você pode acabar ficando em dúvida se vale a pena fazer aquela sonhada viagem internacional. O que fazer? Guardar o dinheiro? Arriscar e fazer a viagem mesmo assim?

O dólar americano subiu quase 10% só no início de 2018, passando dos R$ 3,50. Os preços elevados desanimam quem quer viajar pro exterior, mas com planejamento e fazendo algumas alterações no roteiro, o seu passeio caberá no bolso.

Fique tranquilo! É possível viajar economizando com o dólar em alta. Aqui estão algumas dicas que você precisa saber caso esteja pensando em fazer sua viagem em épocas de crise cambial.

 

Viaje por menos tempo

Grande parte do orçamento das viagens geralmente vai para a hospedagem. Ficar muitos dias em um hotel caro pode elevar muito os custos da viagem e acabar pesando no bolso. A dica é reduzir o número de dias em cada destino.

Caso queira ficar mais tempo viajando, escolha apenas um destino e alugue um apartamento ou quarto por mais tempo. Isso sairá mais barato e você evitará gastos com deslocamento entre cidades e diferentes hotéis.

 

Escolhendo o destino

Se você tem algumas opções de lugares para os quais deseja ir, opte por aquele onde o dólar possui menos influência, como Peru, Colômbia, Uruguai, Índia, Rússia, Turquia, e outros.

Você pode deixar para realizar aquela tão esperada viagem para Europa quando o dólar estiver mais em conta. Além disso, conhecer novas culturas é muito enriquecedor e certamente você terá uma experiência que a princípio nem pensou.

 

Economize com hospedagem

Além de diminuir os dias de viagem, experimente ir para um hotel ou pousada mais em conta. Sempre veja as avaliações de usuários para evitar futuros problemas e escolha o hotel com o melhor custo-benefício.

Outra forma de economizar com hospedagem é alugar um quarto ou apartamento no em sites de aluguel de temporada, como o Airbnb.

Quer economizar ainda mais? Existem serviços como o “Couchsurfing”. No site, moradores de vários locais oferecem dormitório nos seus sofás totalmente de graça. Essa é a chance de conhecer novas culturas e trocar experiências com seus anfitriões.

 

Viaje com dinheiro em espécie

Os valores de IOF são muito maiores nos cartões de crédito, e especialmente em épocas de dólar alto não é uma boa opção viajar com eles.

Leve seu dinheiro em espécie e pague taxas muito menores de IOF, além de não ter a surpresa na hora que a sua fatura chegar, já que as compras internacionais só tem os seus valores convertidos para o real quando a fatura fecha.

Tenha cuidado apenas na hora de guardar e carregar o seu dinheiro. Separe a quantia em locais diferentes – carteira, bolsa, seu parceiro de viagem – e cuidado na hora de deixar o dinheiro onde você estiver hospedado.

 

Faça viagens durante a média e baixa temporada

Todo destino tem seu preço elevado em alguma época do ano, principalmente durante as férias escolares – como é o caso do inverno nos Estados Unidos.

Programe suas férias com alguma antecedência e escolha as épocas de média e baixa temporada. Faça pesquisas relacionadas ao local que pretende visitar, – procure saber sobre o clima, preços de hospedagens, o fluxo de turistas nessa época do ano, etc – e escolha gastando menos.

 

Use suas milhas

Um dos maiores gastos é o preço das passagens aéreas. As passagens costumam ter um custo alto, especialmente se você comprá-las em períodos de alta temporada ou de última hora.

Você já pesquisou promoções de passagens aéreas e não encontrou nada. Uma opção é resgatar a sua passagem com milhas. Parece mentira, mas as milhas realmente funcionam e você pode economizar muito. Conheça o programa de fidelidade da sua companhia aérea e aproveite.

 

Economize com passeios

Você não precisa deixar de curtir os pontos turísticos do seu destino. Monte um roteiro que inclua mais atrações gratuitas – não economize tempo na hora de pesquisar.

Quando for comprar os ingressos para visitar as atrações e pontos turísticos, sempre compare os preços. Algumas entradas são vendidas tanto em sites oficiais como em sites de vendas de ingresso.

Além disso, comprar os ingressos com antecedência, ainda no Brasil, podem ajudá-lo a economizar.

Sites como o WePlann permitem parcelar o seu ingresso, o que pode ser uma opção se você estiver com o orçamento apertado.

Outra dica para economizar no exterior é comprar apenas o necessário. A maioria das pessoas viaja com a intenção de fazer compras, e momentos com o dólar em alta pedem cautela na hora de ir às compras.

 

Diminua os deslocamentos

Para isso, programe sua viagem de modo a aproveitar o máximo cada lugar. Neste caso, deve ser estabelecido um roteiro que aproveite ao máximo os pontos turísticos a serem visitados.

Por exemplo, se você quer visitar uma praia ao norte, verifique quais outros pontos podem ser visitados naquele mesmo dia, para não precisar voltar em algum outro dia.

Caso os locais sejam muito longe da sua hospedagem, as vezes sai mais em conta locar um novo apartamento mais próximo da área a ser visitada. Isso porque viajar com o dólar alto faz com que os valores de deslocamentos por vezes sejam maiores que os próprios aluguéis.

 

Viajar pelo Brasil é uma ótima opção!

Mesmo que os preços em alta temporada sejam salgados, viajar dentro do Brasil sai mais barato caso você planeje sua viagem com antecedência.

Nosso país é incrivel e com certeza tem algo de muito belo e interessante para você conhecer! Assim você evita qualquer flutuação de moeda e os gastos com o câmbio.

Pesquise os preços de hospedagem, passagens, passeios e etc, tudo com pelo menos 60 dias de antecedência e em épocas de baixa temporada como o outono ou a primavera, por exemplo.

 

Planeje-se

Nossa última dica pode parecer óbvia para alguns. Entretanto, viajar com o dólar alto, requer o dobro de atenção e planejamento.

Muitas pessoas acabam pagando mais caro por não fazer muitas pesquisas ou deixar para comprar tudo às vésperas da viagem.

Por isso, faça diferente e pesquise muito e, claro, veja tudo com antencedência.

Concluindo

Apesar de o dólar influênciar países do mundo todo, com as dicas que trouxemos, sua viagem não ficará para depois.

A internet é a melhor alternativa para encontrar os melhores preços, roteiros e passeios, utilize-a a seu favor.

Se você gostou das nossas dicas para viajar com o dólar alto, compartilhe o artigo para que mais pessoas possam aproveitar. Caso tenha outras dicas, convidamos a compartilhá-las conosco.

Conheça Dicas Práticas para a Saúde do Viajante e Evite Problemas

Conheça Dicas Práticas para a Saúde do Viajante e Evite Problemas

Quando planeja-se uma viagem, uma das coisas que quase nunca passam pela cabeça é a saúde do viajante .

Mas para aproveitar da melhor forma suas férias fora de casa, você precisa estar atento para tornar a viagem o mais confortável possível quando o assunto é saúde.

Claro que nem sempre é possível evitar um mal-estar ou pequeno problema de saúde durante sua viagem, mas seguir algumas orientações pode evitar que você tenha problemas – ou pode ajudar a resolvê-los mais facilmente.

Se você irá realizar uma viagem internacional, precisa internacionalizar o seu cartão de vacinas e tomar as imunizações necessárias para a área que está conhecendo. O processo é simples.

 

Vacinas para garantir a saúde do viajante

É importante estar em dia com suas vacinas. Além disso, pesquise sobre a saúde do local que você irá viajar para saber se o país está com epidemias, se for o caso, é importante consultar seu médico para precaver-se, ele o ajudará a analisar:

  • Seu histórico de saúde;
  • Época do ano em que irá viajar;
  • Tipo de viagem;
  • Problemas com alergias;

 

Como internacionalizar o seu cartão de vacinas

Visite um Centro de Orientação para a Saúde do Viajante. Aqui no Portal da ANVISA você pode conferir algumas perguntas frequentes sobre o processo de emissão do seu Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP). Fique atento, pois para locais onde a vacina de febre amarela é obrigatória, você deverá toma-la pelo menos 10 dias antes da viagem.

Mesmo que não vá viajar para o exterior, confira as vacinas necessárias para a área que for visitar dentro do Brasil. Algumas regiões brasileiras são endêmicas para algumas doenças, e para evitar problemas, é importante checar essas informações que estão disponíveis no site do Ministério da Saúde.

 

Prepare o seu organismo para a viagem

Atente-se à sua alimentação e imunidade antes de viajar. É interessante melhorar os hábitos alguns meses antes da viagem para garantir que suas defesas estejam funcionando melhor durante as férias e você não seja abatido por um simples resfriado.

Muitos produtos naturais e manipulados podem ajudar a fortalecer a imunidade e melhorar sua saúde. Chás, sucos, vitaminas… Consulte um médico para garantir que sua saúde esteja 100%.

 

Cuidado com o que come durante a viagem

Provar novos pratos, conhecer novos restaurantes. Esse é um dos principais roteiros quando se fala em viagem. Mas fique atento ao que come, pois grande parte das ocorrências relacionadas à saúde durante as viagens são causadas por intoxicações alimentares.

Evite comer em locais abertos como feiras e procure não ingerir alimentos crus durante sua viagem. As comidas de rua são uma fonte importante de contaminação.

Frequente restaurantes que possui boas referências, se possível. Se não conhecer o local, verifique as condições de higiene antes de pedir um prato e evite uma surpresa desagradável.

Mas os cuidados com a higiene não se restringem apenas aos restaurantes. Lembre-se de lavar as mãos com frequência e carregue sempre um pouco de álcool gel com você.

A água também é um potencial causador de problemas. Beba água mineral sempre que possível, e só beba água da torneira em locais confiáveis – esse é um hábito comum nos Estados Unidos e em muitos países.

 

Leve alguns remédios

Sabe a farmacinha que você mantem no banheiro de casa e te salva de muitas dores de cabeça? Leve consigo alguns desses remédios.

Analgésicos, remédios para enjoo e para dor de barriga são alguns que não podem faltar na sua mala. Pomadas para picadas e repelentes também são importantes.

Sempre leve a receita com você para evitar problemas no aeroporto. Alguns países podem solicitar a prescrição médica e é melhor prevenir.

Dependendo do seu destino, talvez uma caixa de primeiros socorros pode ser interessante. As farmácias já vendem os kits prontos, mas você pode montar o seu.

Remédios de uso contínuo devem ser os primeiros integrantes da sua bagagem, além de poderem ter seu valor encarecido durante a viagem, nem sempre é possível encontrar em qualquer lugar.

 

Seguro viagem

Mesmo que você já tenha viajado sem ter nenhum problema de saúde por diversas vezes, não se arrisque. Faça o seu seguro viagem com antecedência, pois ele pode te salvar de gastos inesperados com assistência médica. Além disso, os seguros são obrigatórios para entrar em alguns países.

Se você já possui algum problema crônico de saúde, consulte o seu médico antes de realizar qualquer viagem, pois ele é o profissional mais adequado para te dar orientações.

Caso você adoeça durante a viagem, diminua o ritmo, beba muito liquido e evite aglomerações por alguns dias até sua saúde melhorar. Assim, você melhora mais rapidamente e evita que outras pessoas adoeçam – caso você esteja resfriado, por exemplo.

Não hesite na hora de procurar a sua seguradora na hora de usar o seguro viagem. Leia todo o contrato antes de viajar e saiba como acionar a empresa caso passe algum sufoco com a sua saúde.

 

Concluindo

Quando falamos em saúde, sempre podem ocorrer imprevistos, portanto, prevenir-se é essencial. Com as dicas acima, você poderá evitar muitas dores de cabeça.

Ao chegar no destino, informe-se logo, sobre números de emergência e localização de hospitais e postos de atendimento para que saiba exatamente onde procurar em casos de emergência.

A saúde do viajante deve ser uma das prioridades na hora do planejamento de uma viagem.

Se você gostou do nosso artigo, compartilhe para que mais pessoas saibam como evitar problemas de saúde em sua viagem. Convidamos você a compartilhar conosco quais dicas mais usa antes e durante sua viagem.

Seguro Viagem, Por Que Contratar e Como Escolher a Melhor Opção?

Seguro Viagem, Por Que Contratar e Como Escolher a Melhor Opção?

Muitas dúvidas ainda cercam o tema seguro viagem. Porém, contratar um é extremamente importante para evitar inúmeras situações desagradáveis durante as suas férias e aproveitar com tranquilidade o descanso.

O seguro viagem é um serviço de assistência que ajuda o passageiro em diversas situações inesperadas durante a viagem.

Quase ninguém pensa, mas adoecer ou ter bagagens extraviadas são situações comuns, e nesses casos buscar ajuda sem um seguro pode sair muito mais caro.

A assistência médica, por exemplo, é um serviço muito caro em diversos países – e sua dívida pode chegar a milhares de dólares.

Ao falar em seguro viagem, as pessoas associam o serviço apenas a assistência médica, com o intuito de desmistificar isso e apresentá-lo as vantagens de contratar um seguro viagem, trouxemos este artigo completo, acompanhe.

 

O que o seguro viagem cobre?

Além de despesas médicas, hospitalares e odontológicas, alguns seguros garantem o deslocamento entre clinicas e hospitais – translado médico -, invalidez por acidente durante a viagem e regresso ao país por motivos de doença.

 

Por que optar por um seguro viagem?

Atendimentos médicos, serviços jurídicos e extravios de bagagens podem custar uma fortuna. Com um seguro viagem você evita muitos imprevistos desagradáveis durante a sua viagem – afinal, ninguém quer passar perrengue nas férias.

O tratamento de uma simples fratura nos Estados Unidos pode chegar a custar US$ 60 mil.

Melhor não correr o risco, não é?

Outra coisa extremamente vantajosa no seguro viagem para aqueles que não possuem tanta experiência com viagens internacionais é a assistência em seu próprio idioma, agilizando o processo de resolução do problema.

 

Países em que o seguro é obrigatório

Além disso, para entrar em alguns países é obrigatório ter um seguro viagem – 27 países europeus exigem o serviço.

Mesmo em países que o seguro viagem não é obrigatório, esse é um serviço que dá tranquilidade ao assegurado. Não pense duas vezes antes de tornar a sua viagem mais segura e tranquila.

 

Diferença entre seguro e assistência de viagem

Ao pesquisar sobre seguro viagem você se deparou com a opção ‘assistência de viagem’ mas não sabe quais são efetivamente as diferenças? De acordo com a resolução da Susep, não há efetiva diferenciação na hora de contratar um.

Ocorre é que há a diferença na prestação dos serviços, como você pode ver:

  • O seguro reembolsa os valores gastos pelo viajante, que comprova todos os valores e recebe integralmente posteriormente.
  • Já com a assistência de viagem, você contata o serviço que irá encaminhá-lo a um hospital credenciado, por exemplo, sem custos adicionais ao viajante.

Escolhendo a melhor opção

Titulares ou dependentes de alguns cartões de credito como Visa Platinum e Master Platinum, por exemplo, têm direito ao seguro viagem. Antes de qualquer coisa, leia sempre o contrato que está disponível no site da empresa que oferece o serviço.

Preste atenção nos valores cobrados para assistência medica, pois eles devem estar de acordo com a média de gastos do país em relação a esse setor.

Outra coisa a observar é que existem opções diferentes com custos variados para gestantes, idosos, praticantes de esportes radicais, além de planos individuais e familiares.

É sempre importante verificar como é feito o procedimento em caso de reembolso.

Saber o passo a passo de todo o processo agiliza e evita dores de cabeça, caso seja necessário acionar o seguro. Leia com atenção todo o contrato e tire suas dúvidas com a seguradora antes de fechar o contrato.

 

Atenção na hora de praticar esportes radicais

Uma informação que nem todos sabem é que a maioria dos seguros não cobre a prática de esportes radicais.

Caso você esteja planejando uma viagem com o intuito de se aventurar, é melhor aderir a um seguro viagem mais amplo.

Assim, caso haja algum imprevisto, você não perderá tempo e dinheiro.

 

Fique atento em casos de doenças crônicas

Pessoas com problemas de saúde que requeiram hemodiálise ou com outras doenças crônicas devem sempre pesquisar sobre a assistência médica que podem receber durante a viagem – hospitais com estrutura, por exemplo.

É importante sempre se informar com o convênio de saúde se há a opção de um upgrade para obter abrangência global.

Nesses casos, o seguro viagem se torna mais caro – e ainda mais importante.

Não vá confiante na cobertura, nestes casos, sem confirmar se há abrangência do seu seguro.

 

Como contratar o seguro viagem

Existem empresas especializadas no serviço, mas o seguro também é oferecido por bancos e companhias aéreas.

Agências de turismo e operadoras de cartão de credito também oferecem o serviço. Com tantas opções, fica mais fácil escolher o seguro mais adequado para você – e com o melhor custo-benefício.

Um dado importante é que o seguro viagem pode ser contratado também para viagens nacionais.

Importante fazer uma busca sobre todas as opções que você já tem disponível, por vezes, o seguro está incluso no eu cartão de crédito, mas não esqueça de verificar as coberturas.

 

Clique aqui e saiba mais sobre como contratar o seguro viagem. 

Clique aqui e faça já sua cotação gratuita!

Conclusão

Na hora de planejar a sua viagem – seja nacional ou internacional – coloque na sua lista um bom seguro viagem.

Ler com atenção o contrato e entrar em contato com a seguradora para esclarecer todas as dúvidas antes de viajar garantirá uma viagem mais tranquila.

Garante que sua viagem será realmente mais segura ao contratar um seguro viagem e não deixe a inobservância a pequenos detalhes estragarem sua viagem.

Se o conteúdo deste artigo sanou suas dúvidas, compartilhe-o para que mais pessoas possam ter acesso a ele. Caso tenha dúvidas sobre o seguro viagem, deixe seu comentário e iremos direcioná-lo da melhor forma.

Compras no exterior, o que saber para uma imigração tranquila no Brasil

Compras no exterior, o que saber para uma imigração tranquila no Brasil

Fazer compras no exterior é quase sempre um dos objetivos quando os brasileiros pensam em ir para fora do país.

Mas o tema é cercado por dúvidas: qual o valor máximo permitido, o que tem isenção e o que paga imposto.

A fiscalização tem aumentado cada vez mais, principalmente quando se trata de vôos vindo dos Estados Unidos.

Saber as entrelinhas e o que é permitido ou não é sempre importante na hora de planejar a sua viagem internacional, principalmente quando você quer adquirir um celular ou câmera mais modernos no exterior.

Para você não ter más surpresas e prejuízos em sua volta ao Brasil, algumas observações devem ser feitas, acompanhe conosco as mais importantes.

Valores máximos de compras no exterior

 

1. Quanto você pode comprar na ida

Não há limite de valor para as compras feitas nas lojas duty-free quando você for embarcar.

O cuidado que você deve tomar é que os impostos podem ser cobrados quando você retornar ao Brasil, principalmente sobre itens de tecnologia e eletrônicos.

Tudo que for comprado no momento do embarque já é considerado compra no exterior, e por isso pode ser taxado.

 

2. Compras no free shops internacionais

Também não há limite, de modo geral. Seja qual for o aeroporto que você passar, as compras podem ser feitas livremente, com exceção de cigarros e bebidas que podem ter quantidade máxima permitida em alguns países.

Lembre-se também que alguns desses itens que você adquirir fora do país podem ser taxados no retorno.

 

3. O máximo permitido em compras

O valor máximo permitidos em compras que você pode trazer do exterior é de US$ 500. Antigamente esses valores diziam respeito apenas a itens eletrônicos, mas hoje em dia leva em conta até mesmo roupas.

De maneira mais detalhada, existem algumas condições específicas. Você pode trazer alguns eletrônicos sem ser taxado e pequenos souvenirs de até 5 dólares, com um limite de itens iguais.

Apesar da maioria ainda conseguir passar pela alfândega com suas roupas novas sem problema algum, o melhor é se preparar para as multas caso os valores não sejam declarados.

Algumas das condições para não ter problemas é trazer bagagens proporcionais ao período da viagem.

Não é permitido trazer quilos e quilos de produtos de você fez uma viagem de apenas 2 dias.

Tudo que for considerado de uso pessoal estará isento de taxas. Remova as etiquetas e evite levar peças repetidas para não ser pego de surpresa.

 

4. Isenção para itens eletrônicos

É permitido trazer um relógio, um celular e uma câmera por fora da cota dos quinhentos dólares permitidos. Isso é aplicado apenas para UM item de cada, e devem estar fora da caixa e usados. Deixar os aparelhos antigos em casa e embarcar sem nada pode ser uma solução para quem quer trazer um aparelho melhor do exterior. Caso você não possa deixar os aparelhos em casa, recomenda-se levar a nota fiscal deles, para comprovar que não foram adquiridos naquela viagem.

Já iPads e notebooks não estão isentos da taxa, por isso fique atento.

 

5. Viagens terrestres

Já no caso de viagens terrestres, o valor máximo é de US$ 300. Viagens rápidas para cidades do Paraguai, por exemplo, não incluem a isenção dos itens eletrônicos citados acima, já que a regra considera que você precise dos itens durante a viagem.

 

6. Compras feitas no retorno ao Brasil

Quando você desembarcar, pode comprar 500 dólares além do valor já permitido pela cota,  no Free Shop Brasil, qualquer que seja o tipo de produto. A compra passará direto pela alfândega e pode ser ou não de uso pessoal.

Importante destacar que a regra só é válida no retorno, se você realizar compras na ida, o valor entrará no limite estabelecido.

ATENÇÃO! Crianças também possuem a cota no valor de 500 dólares mas os objetos deverão ser condizentes, por exemplo, não é possível incluir itens de bebida e tabacaria.

 

7. Fiscalização em Foz do Iguaçu

 No aeroporto de Foz de Iguaçu existe uma fiscalização na hora do embarque, e pode ser que você se depare com problemas na hora de mostrar que já possuía o item antes de chegar à cidade.

Além disso, devido à proximidade com o Brasil e os valores mais baixos, não raras vezes vemos notícias de pessoas tendo suas mercadorias apreendidas, portanto, evite esta situação mantendo suas compras no limite estabelecido.

Como funciona a Devolução de Imposto

Em algumas lojas na Europa e na Argentina são emitidas notas fiscais especiais para quem é turista, capazes de deduzir o Imposto de Valor Agregado (IVA). Ao realizar uma compra mínima na loja e preencher um formulário, você precisa passar no posto de devolução de imposto no aeroporto e apesar de trabalhoso o procedimento pode devolver até 15% do valor comprado.

Ultrapassou o limite de compras? O que fazer?

Ao retornar ao Brasil, declare os valores na alfândega. O valor cobrado será de 50% sobre o excedido. Ou seja, se você comprou um produto de US$1000, será cobrada uma taxa de US$250, 50% dos quinhentos dólares excedentes.

Se você decidir não declarar e for pego de surpresa, poderá ter que pagar 100% de multa em relação ao valor excedido. É possível pagar os valores em cheque ou cartão de débito.

Viajar gera sempre uma grande expectativa, principalmente aqueles que planejam fazer compras no exterior.
No entanto, para que o sonho não torne-se um verdadeiro pesadelo, é muito importante analisar a legislação do destino para onde pretende-se ir e estar atento às normas e limites impostos pelo própria legislação brasileira, evitando assim, prejuízos.

Caso você tenha dúvidas sobre compras no exterior e assuntos relacionados à sua viagem, ficaremos felizes em torná-la ainda mais tranquila e proveitosa, deixe seu comentário e procuraremos auxiliá-lo da melhor forma.

Como usar a internet no celular durante a viagem ao exterior

Como usar a internet no celular durante a viagem ao exterior

O dia da sua viagem chegou e você finalmente vai poder conhecer o tão sonhado destino, mas como você vai postar suas fotos preferidas, conferir os melhores restaurantes e atrativos se você não tiver internet no celular durante a viagem?

Confira como se manter conectado no exterior e não perca nada!

 

Poder usar aplicativos para descobrir quais linhas de ônibus e metrô pegar, não depender de mapas de papel e comer em um restaurante legal e barato são algumas das vantagens que a conexão internacional te proporcionam.

Viver sem internet é quase inimaginável nos dias de hoje e você não vai querer estar desconectado quando conhecer o país que tanto sonhava, não é mesmo?

Destinos urbanos como grandes cidades são os locais em que você mais vai precisar estar conectado, além das viagens de carro que você fizer por aí. Usar a internet no exterior vai te ajudar a planejar com antecedência o seu dia e fazer um roteiro de viagens mais legal. E claro, todos querem manter a comunicação e compartilhar as fotos da viagem.

Checar os horários de funcionamento de pontos turísticos e museus pode ser difícil sem estar online.

Como você já viu, são inúmeras as vantagens de permanecer conectado mesmo longe de casa – e nem é preciso pensar muito para perceber isso.

Os únicos casos em que pode não ser tão vantajoso ter internet no celular são viagens para destinos mais isolados, como viagens exóticas. Nesses casos, talvez só a conexão wi-fi que os hotéis disponibilizam já seja suficiente durante toda a sua viagem.

Usando a sua operadora para ter internet no celular durante a viagem

O que você deve saber logo de cara é: não use seu celular sem ter contratado um plano adequado antes.

As taxas que as operadoras cobram podem ser exorbitantes e praticamente proibitivas.

Ao contratar um plano adequado você pode até seguir essa opção, apesar de não ser nem de longe a melhor delas.

Essa é uma vantagem principalmente para quem não quer comprar um chip novo ou quer se manter conectado desde o aeroporto.

A qualidade da conexão não será das melhores quando o limite de dados for ultrapassado e você pode até passar sufoco quando precisar de sinal.

Usando o wi-fi

A maioria dos hotéis e estabelecimentos já oferecem a conexão wi-fi gratuitamente.

Cuidado com locais que tem uma conexão ruim. Em algumas redes, será necessário fazer login apenas uma vez para desfrutar da conexão em todas as lojas da franquia em alguns países.

Se você planejar e fizer o download de tudo que precisar, pode acabar nem sentindo falta de um outro plano de dados durante a viagem.

Se você quer postar fotos da comida local ao visitar um restaurante, é importante saber que a conexão nos restaurantes é mais comum nos países em desenvolvimento do que nos desenvolvidos.

Comprando um chip local

Se você quer desfrutar de uma conexão melhor com velocidades mais rápidas, talvez tenha que recorrer a essa opção.

Procure por um chip pré-pago numa loja de telefonia e esteja com o passaporte em mãos, pois pode ser necessário em alguns países e para algumas operadoras.

Essa é uma opção vantajosa para quem vai ficar pelo menos 5 dias no destino e precisa estar sempre conectado. As operadoras oferecem pacotes de dados semelhantes aos disponíveis no Brasil – e os preços não são tão altos.

Caso seu pacote acabe, você pode comprar outro no meio da sua viagem e garantir a conexão por mais dias.

Já se você não vai ficar muitos dias no local, essa não é uma boa opção. O tempo que você irá levar para comprar e ativar o chip com certeza não será vantajoso quando você colocar tudo na balança.

Chips que funcionam em vários países

Existem operadoras que possuem rede em vários países. Essas operadoras “virtuais” como a TravelSim vendem simcards que são capazes de se conectar em uma centena de países e você recebe o chip em casa.

O chip tem um valor bem caro (pode chegar até 100 dólares) e disponibiliza poucos dados para você usar. Essa só é uma opção considerável para quem viaja para vários países a trabalho e precisa passar seu número para uma empresa e acaba servindo nas próximas viagens que você fizer.

O EasySim4U disponibiliza um chip que funciona em mais de 140 países. É possível comprar o chip ainda no Brasil e, ao chegar ao destino, ele já estará funcionando, é um opção bastante vantajosa para aqueles que irão viajar para mais de um país, visto que não é necessário ficar trocando de chip.

Skype Wi-fi

Para utilizar esta opção, você precisa ter instalado o aplicativo no Skype no seu celular. Através da sua conta no skype, você precisará inserir créditos.

Importante ficar atento à esta opção pois o uso é cobrado por minutos, o que pode encarecer o uso.

 

Na era digital, ficar online é quase uma necessidade, para isso é preciso ficar atento às melhores formas utilizar internet no celular durante a viagem.

Manter contato com a famíliar, utilizar aplicativos de localização e atualizar as redes sociais são as ações mais realizadas pelos turistas que estão em viagem.

Pesquise dentre as opções que passamos, a que melhor atente às suas necessidades pois pode variar de acordo com o caso concreto

Possui alguma outra dica que não mencionamos para usar a internet no celular durante a viagem? Compartilhe conosco e, além disso, fique atento ao nosso site e receba muitas dicas para melhor aproveitar a sua viagem.